Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Ex-advogado da família Bolsonaro, Wassef é indiciado por injúria racial

Caso julgado aconteceu em novembro do ano passado, quando ele foi acusado de chamar a mulher de "macaca"

[Ex-advogado da família Bolsonaro, Wassef é indiciado por injúria racial]
Foto : Reprodução/TV Globo

Por Adele Robichez no dia 10 de Fevereiro de 2021 ⋅ 08:00

A Polícia Civil do Distrito Federal indiciou Frederick Wassef, ex-advogado da família do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), pelo crime de injúria racial contra uma funcionária de uma pizzaria em Brasília. O caso aconteceu em novembro do ano passado, quando ele foi acusado de chamar a mulher de "macaca".

Segundo a polícia, o jurista foi convocado a depor, mas a defesa alegou que ele não podia comparecer, pois estava em São Paulo. A apuração contou com o depoimento da vítima, a garçonete Danielle da Cruz de Oliveira, de 18 anos, e mais três funcionários do estabelecimento, testemunhas.

Em uma nota publicada por Wassef, ele alega injustiça. "Não ofendi a funcionaria do Pizza Hut e ela não é negra. Ela se fez passar por negra e mentiu sobre tudo o que disse. Sou vítima do crime de denunciação caluniosa", disse.

Notícias relacionadas