Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quinta-feira, 23 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Justiça

/

Três vereadores de cidades de SP são presos em operação que investiga grupo ligado ao PCC

Justiça

Três vereadores de cidades de SP são presos em operação que investiga grupo ligado ao PCC

Organização criminosa é suspeita de fraudar licitações em contratos públicos que somam mais de R$ 200 milhões

Três vereadores de cidades de SP são presos em operação que investiga grupo ligado ao PCC

Foto: Secretaria de Segurança Pública de São Paulo

Por: Metro1 no dia 16 de abril de 2024 às 10:39

Atualizado: no dia 16 de abril de 2024 às 10:46

O Ministério Público (MP) de São Paulo, em conjunto com a Polícia Militar, cumpriu na manhã desta terça-feira (16), 15 mandados de prisão temporárias e outros de busca e apreensão em 42 endereços, na operação contra um grupo suspeito de fraudar contratos públicos para beneficiar o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Entre os presos, estão três vereadores das cidades de Cubatão, Ferraz de Vasconcelos e Santa Isabel. De acordo com o portal G1, os vereadores forem identificados como: Ricardo Queixão (PSD), Flavio Batista de Souza (Podemos) e Luiz Carlos Alves Dias (MDB). Além dos políticos, um advogado também está entre os detidos. 

De acordo com a investigação, empresas atuavam de forma recorrente para frustrar a competição nos processos de contratação de mão de obra terceirizada no estado, em diversas prefeituras e Câmaras Municipais. 

Os contratos sob investigação foram firmados nas cidades de Guarulhos, São Paulo, Ferraz de Vasconcelos, Cubatão, Arujá, Santa Isabel, Poá, Jaguariúna, Guarujá, Sorocaba, Buri, Itatiba. Há suspeitas em outros municípios também.

As empresas do grupo têm contratos públicos que somam mais de R$ 200 milhões nos últimos anos. As equipes apreenderam armas, munições, relógios de luxo e dinheiro em espécie.

Participam da operação 27 promotores, 22 servidores e 200 policiais militares.