Justiça

Edir Macedo processa Haddad por ofensas contra ele

Ele solicita a remoção de qualquer conteúdo nas redes sociais do petista se referindo ao bispo como ‘charlatão’

[Edir Macedo processa Haddad por ofensas contra ele]
Foto : Danilo Verpa / Folhapress

Por Lara Ferreira no dia 26 de Outubro de 2018 ⋅ 19:00

O bispo Edir Macedo, dono da TV Record, entrou na Justiça contra o candidato à Presidência da República pelo PT, Fernando Haddad, pedindo indenização equivalente a 83 salários mínimos por afirmações que o petista fez citando o nome do religioso.  A informação foi divulgada hoje (26) pela coluna da Folha da jornalista Mônica Bergamo. 

Macedo protocolou queixa-crime em que ele pede também liminar para que Haddad “se abstenha de todo e qualquer ato ofensivo e inverídico, bem como atos que propagam a intolerância religiosa, especialmente por meio de entrevista e publicações na internet”. 

Ele solicita, ainda, a remoção de qualquer conteúdo nas redes sociais do petista em que o bispo é chamado de “charlatão”, referindo-se à entrevista em que Haddad afirmou que 

Ele pede ainda que Haddad remova de suas redes sociais conteúdos em que chama Macedo de "charlatão", referindo-se à entrevista em que o petista afirmou que "Bolsonaro é o casamento do neoliberalismo desalmado, representado pelo Paulo Guedes, que corta direitos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo". 

Notícias relacionadas