Domingo, 28 de novembro de 2021

Justiça

OAB denuncia juíza que mede saia de advogadas com régua

Advogadas não entraram em fórum porque as saias estavam mais de 5 centímetros acima do joelho

OAB denuncia juíza que mede saia de advogadas com régua

Foto: Divulgação / OAB-RJ

Por: Adelia Felix no dia 26 de outubro de 2019 às 19:01

A Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro (OAB-RJ) denunciou a juíza Maíra Valéria Veiga de Oliveira, diretora do Fórum de Iguaba Grande, na Região dos Lagos, por impedir a entrada no fórum de advogadas cuja saia estivesse mais de 5 centímetros acima do joelho. A Comissão de Prerrogativas da OAB-RJ protocolou uma representação na Corregedoria do Tribunal de Justiça por entender que “o critério não encontra amparo legal”.

De acordo com a OAB-RJ, para fazer valer o padrão arbitrário que instituiu, a magistrada afixou, à entrada do tribunal, um aviso com foto de referência e autorizou seguranças a medirem as roupas das advogadas com régua.

No documento, a Ordem sustenta que a magistrada, ao descumprir deliberadamente a regra do Artigo 6º da Lei Federal 8906/94, falta com seu “dever funcional de cumprir e fazer cumprir, com independência, serenidade e exatidão, as disposições legais e os atos de ofício na forma do Artigo 35 da Lei Orgânica da Magistratura”. 

O ato se dá após tentativas frustradas de diálogo da seccional com a juíza. A vice-presidente da OAB Mulher, Rebeca Servaes, foi uma das barradas. “Muitas advogadas têm medo de denunciar, pois precisam fazer uma confusão para conseguir entrar e quem fará a audiência delas será a própria juíza”, disse Maria Gaudio. “De acordo com a lógica da magistrada, quando uma mulher usa vestido curto, tira o foco dos homens das audiências", afirmou a representante da OAB.

A Corregedoria-Geral de Justiça do Tribunal de Justiça do Rio abriu procedimento para apurar a conduta da diretora do Fórum de Iguaba Grande, Maíra de Oliveira.

OAB denuncia juíza que mede saia de advogadas com régua - Metro 1