Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

Após mais de 4h, Toffoli vota por restringir uso de informações fiscais sigilosas em investigações

O julgamento terá continuidade nesta quinta-feira

[Após mais de 4h, Toffoli vota por restringir uso de informações fiscais sigilosas em investigações]
Foto : Nelson Jr./SCO/STF

Por Metro1 no dia 20 de Novembro de 2019 ⋅ 20:22

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli votou, nesta quarta-feira (20), após mais de quatro horas, contra o compartilhamento com o Ministério Público, sem autorização judicial, de informações detalhadas de relatórios de inteligência financeira de órgãos de controle – como o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf, atual Unidade de Inteligência Financeira, UIF), a Receita Federal e o Banco Central. 

A Corte começou a julgar, nesta manhã, se as informações sigilosas desses órgãos podem ser compartilhadas com o MP sem aval judicial de forma detalhada ou se permitirá que somente dados genéricos (sem detalhamento) sejam compartilhados sem ordem judicial.

O julgamento terá continuidade na quinta-feira(21). As duas sessões desta quarta foram dedicadas ao voto de Toffoli. Faltam os votos dos outros dez ministros. A decisão terá repercussão geral, ou seja, valerá para todos os casos semelhantes nas demais instâncias do Judiciário.

Notícias relacionadas