Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

MPF abre investigação penal sobre procurador da Lava Jato

Inquérito apura suspeita de pagamento de propina ao procurador Januário Paludo (foto), revelada em diálogos entre o doleiro Dario Messer e a namorada

[MPF abre investigação penal sobre procurador da Lava Jato]
Foto : Divulgação

Por Juliana Rodrigues no dia 05 de Dezembro de 2019 ⋅ 11:20

O Ministério Público Federal abriu investigação no âmbito do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para apurar suspeitas de pagamentos ilícitos ao procurador Januário Paludo, um dos mais experientes integrantes da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.

Essa é a primeira investigação penal que mira um procurador da Lava Jato em Curitiba. A apuração se baseia em um relatório da Polícia Federal, de outubro, sobre mensagens trocadas entre o doleiro Dario Messer e sua namorada. Os diálogos, divulgados no último sábado (30), citam uma suposta propina paga a Paludo para dar proteção ao doleiro.

O relatório da PF foi enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR) para adoção de providências. O caso é "gravíssimo", na avaliação de integrantes do órgão. O subprocurador-geral Onofre Martins, responsável pela investigação criminal, foi designado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para oficiar perante o STJ.

Ao mesmo tempo, a Corregedoria do Ministério Público Federal instaurou uma sindicância para apurar as mesmas suspeitas do ponto de vista ético-disciplinar. O procedimento está sob a responsabilidade da corregedora-geral, Elizeta Maria de Paiva Ramos.

Notícias relacionadas