Justiça

TCU dá prazo de 20 dias para BNDES explicar auditoria da 'caixa-preta'

Caso pode abrir processo específico na Corte da Contas

[TCU dá prazo de 20 dias para BNDES explicar auditoria da 'caixa-preta']
Foto : Agência Brasil

Por Marcela Vilar no dia 26 de Janeiro de 2020 ⋅ 12:00

O Tribunal de Contas da União (TCU) deu um prazo de 20 dias para o BNDES dar explicações sobre o aumento do valor da auditoria contratada para abrir a "caixa-preta" das operações do banco. As ações foram feitas com empresas do grupo J&F, que custou R$ 48 milhões após dois aditivos.

Após um ano e dez meses focado em oito operações com as empresas JBS, Bertin, Eldorado Brasil Celulose, a auditoria não apontou nenhuma irregularidade. Porém, o Ministério Público Federal (MPF) apurou prejuízos de R$ 2 bilhões ao banco em operações com o grupo J&F. Dados da Operação Bullish mostram ainda desrespeito ao limite de crédito que poderia ser emprestado à JBS e dispensa de recebimento de juros sobre o valor injetado na empresa.

O atual presidente do banco, Gustavo Montezano, vem sendo pressionado pela diretoria e conselho do BNDES a dar uma resposta mais contundente e rápida sobre o caso, que pode inclusive se tornar alvo de fiscalização específica na Corte de Contas.

Notícias relacionadas