Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça

STF nega pedido para tirar ministro Abraham Weintraub do inquérito das fake news

Maioria dos ministros seguiu o voto do relator, Edson Fachin, que rejeitou o habeas corpus por questões processuais

[STF nega pedido para tirar ministro Abraham Weintraub do inquérito das fake news]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 17 de Junho de 2020 ⋅ 18:20

O Supremo Tribunal Federal rejeitou por 9 votos a 1, um habeas corpus que tentava tirar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, do inquérito das fake news.

O pedido foi apresentado pelo ministro da Justiça, André Mendonça, e o habeas corpus foi levado a julgamento no plenário virtual do Supremo.

A maioria dos ministros seguiu o voto do relator, Edson Fachin, que rejeitou o habeas corpus por questões processuais. Votaram neste sentido os ministros: Dias Toffoli, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso. O ministro Marco Aurélio Mello foi o único voto a favor de julgar o HC.

Weintraub foi incluído no inquérito por ter dito, na reunião ministerial de 22 de abril que, por ele, "botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

Notícias relacionadas