Justiça

MPF pede afastamento de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente

Na ação, procuradores afirmam que Salles age com a intenção de desmontar a proteção ao meio ambiente no país, incorrendo no ato de improbidade administrativa

[MPF pede afastamento de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente ]
Foto : Lula Marques

Por Luciana Freire no dia 06 de Julho de 2020 ⋅ 19:11

Procuradores do Ministério Público Federal (MPF) pediram hoje (06) o afastamento, em caráter liminar (urgente), de Ricardo Salles do posto de ministro do Meio Ambiente. Para os procuradores, Salles age com a intenção de desmontar a proteção ao meio ambiente no país, incorrendo no ato de improbidade administrativa.

Na ação, assinada por 12 procuradores, os profissionais pedem que Salles perca os direitos políticos durante cinco anos, além de ter de ressarcir danos e pagar multa. Também pedem que ele fique proibido de celebrar contratos com o poder público.

"A permanência do requerido Ricardo de Aquino Salles no cargo de Ministro do Meio Ambiente tem trazido, a cada dia, consequências trágicas à proteção ambiental, especialmente pelo alarmante aumento do desmatamento, sobretudo na Floresta Amazônica", escreveram os procuradores.

"Caso não haja o cautelar afastamento do requerido do cargo de Ministro do Meio Ambiente o aumento exponencial e alarmante do desmatamento da Amazônia, consequência direta do desmonte deliberado de políticas públicas voltadas à proteção do meio ambiente, pode levar a Floresta Amazônica a um ponto de não retorno, situação na qual a floresta não consegue mais se regenerar", diz a ação.

Notícias relacionadas