Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Mundo

Trump pressiona vice-presidente dos EUA Mike Pence a desafiar a vitória de Biden em sessão de contagem de votos

Presidente também está incentivando os seus apoiadores a fazerem um grande protesto que ele chama de comício para “salvar a América” durante a convenção

[Trump pressiona vice-presidente dos EUA Mike Pence a desafiar a vitória de Biden em sessão de contagem de votos]
Foto : Official White House Photo/Shealah Craighead

Por Adele Robichez no dia 06 de Janeiro de 2021 ⋅ 14:20

O Congresso dos Estados Unidos (EUA) se reúne hoje (6) numa sessão conjunta na cidade de Washington para contar os votos do Colégio Eleitoral e confirmar a vitória do democrata Joe Biden como presidente do país. Esse é um processo que acontece normalmente, mas o presidente Donald Trump pretende transformá-lo em mais uma oportunidade de reverter o resultado das eleições.

Trump está incentivando os seus apoiadores a fazerem um grande protesto que ele chama de comício para “salvar a América”. A sua ideia é que a manifestação lote o parque Elipse, ao sul da Casa Branca.

Além disso, Trump pressiona o vice-presidente Mike Pence, condutor da sessão, a desafiar a vitória de Biden e fazer denúncias falsas sobre a natureza do papel do vice-presidente americano e presidente do Senado na cerimônia de contagem de votos do Colégio Eleitoral.

Na Geórgia, as previsões indicam que o reverendo Raphael Warnock, do partido dos democratas, levará a presidência do Senado, derrotando a senadora republicana Kelly Loeffler. Em outra votação, o democrata Jon Ossoff tem uma vantagem de 16 mil votos em relação ao senador republicano David Perdue. A vitória dos dois democratas facilitaria o mandato de Biden, pois o partido teria controle sobre as duas casas do Congresso dos EUA.

Notícias relacionadas