Mundo

Trump pede que Congresso investigue supostas escutas ilegais de Obama

A pedido do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a Casa Branca pediu ao Congresso que examine se a administração de Barack Obama abusou de sua "autoridade investigativa" para obter vantagens durante a campanha presidencial de 2016. O requerimento foi aberto neste domingo (5), um dia após Trump acusar seu antecessor na presidência de colocar grampos telefônicos na Trump Tower, em Nova York. A proposta é que ele seja adicionado às investigações envolvendo a suposta interferência da Rússia na eleição do país.[Leia mais...]

[Trump pede que Congresso investigue supostas escutas ilegais de Obama]
Foto : Reprodução/AP

Por Matheus Simoni no dia 05 de Março de 2017 ⋅ 17:15

A pedido do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a Casa Branca pediu ao Congresso que examine se a administração de Barack Obama abusou de sua "autoridade investigativa" para obter vantagens durante a campanha presidencial de 2016. O requerimento foi aberto neste domingo (5), um dia após Trump acusar seu antecessor na presidência de colocar grampos telefônicos na Trump Tower, em Nova York. A proposta é que ele seja adicionado às investigações envolvendo a suposta interferência da Rússia na eleição do país.

A acusação foi negada pelo porta-voz de Obama ainda no sábado (4). "Nem o presidente Obama nem nenhum funcionário da Casa Branca ordenaram espionar qualquer cidadão americano", afirmou Kevin Lewis, em um comunicado. Trump chegou a chamar seu antecessor de "baixo" por ter tentando espioná-lo.

 

"Eu apostaria que um bom advogado poderia levar adiante um caso pelo fato de que o Presidente Obama grampeou meus telefones em outubro, antes da eleição!", escreveu Trump no Twitter. "Como o Presidente Obama caiu tão baixo a grampear meus telefones durante o sagrado processo eleioral. Isso é Nixon/Watergate. Cara ruim (ou doente)!", diz ele em outro tweet.

 

Notícias relacionadas