Mundo

Presidente do Egito declara estado de emergência após explosões em igrejas

Explosões em duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram pelo menos 44 mortos e mais de 100 feridos neste domingo (9). Algumas horas depois do atentado, o grupo radical Estado Islâmico reivindicou os ataques por meio de sua agência de notícia, a Amaq. [Leia mais...]

[Presidente do Egito declara estado de emergência após explosões em igrejas]
Foto : Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Por Laura Lorenzo no dia 09 de Abril de 2017 ⋅ 17:58

Explosões em duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram pelo menos 44 mortos e mais de 100 feridos neste domingo (9). Algumas horas depois do atentado, o grupo radical Estado Islâmico reivindicou os ataques por meio de sua agência de notícia, a Amaq. As explosões aconteceram quando os fiéis das igrejas celebravam o Domingo de Ramos, que marca o início da Semana Santa.

O primeiro alvo foi um templo em Tanta, a quinta maior cidade do país, seguido de um ataque em Alexandria, a segunda cidade  mais populosa do Egito.

Após os ataques, o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, anunciou um \'estado de emergência por três meses\' no país. O anúncio foi feito em uma entrevista coletiva no Palácio presidencial do Cairo, algumas horas depois do duplo ataque. De acordo com a Constituição egípcia, o chefe de Estado ainda deve submeter essa medida ao Parlamento, que tem uma semana para se pronunciar

Notícias relacionadas