Mundo

Médico baiano morre durante visita a vulcão no Deserto do Atacama, no Chile

O cardiologista baiano André Luis Andrade de Oliveira, de 49 anos, morreu durante um passeio no Deserto do Atacama, no Chile. O fato aconteceu na última segunda-feira (13), durante uma visita a um vulcão com mais de 5 mil metros de altura. Por meio de nota divulgada na quarta-feira (15), o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) que lamentou o ocorrido.[Leia mais...]

[Médico baiano morre durante visita a vulcão no Deserto do Atacama, no Chile]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Matheus Simoni no dia 16 de Novembro de 2017 ⋅ 12:58

O cardiologista baiano André Luis Andrade de Oliveira, de 49 anos, morreu durante um passeio no Deserto do Atacama, no Chile. O fato aconteceu na última segunda-feira (13), durante uma visita a um vulcão com mais de 5 mil metros de altura. Por meio de nota divulgada na quarta-feira (15), o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) que lamentou o ocorrido.

André estava com a esposa, a também cardiologista Patrícia Vieira, e um grupo de turistas durante a subida do vulcão Láscar, na região de Antofagasta, quando sofreu uma parada cardíaca e morreu no local.

De acordo com informações divulgadas pela imprensa chilena, a polícia de fronteira de Toconao coordenou a operação de resgate com a 2ª delegacia de polícia de San Pedro de Atacama. No entanto, o médico foi encontrado sem os sinais vitais. O corpo de André aguarda o processo de repatriação e ainda não há data confirmada para o sepultamento.

Médico formado pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em 1991, André atuava no Hospital Português, Santa Izabel e Centro de Referência em Cardiologia da Prefeitura Municipal de Salvador. Ele deixa dois filhos.

Notícias relacionadas