Mundo

PPK ameaça retirar renúncia e enfrentar processo de impeachment no Peru

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, afirmou hoje que pode retirar sua carta de renúncia e se submeter a um processo de destituição poucas horas antes de seu sucessor, Martín Vizcarra, fazer o juramento para o cargo no Congresso. [Leia mais...]

[PPK ameaça retirar renúncia e enfrentar processo de impeachment no Peru]
Foto : Reprodução / Youtube

Por Matheus Morais no dia 23 de Março de 2018 ⋅ 13:00

O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, afirmou hoje que pode retirar a carta de renúncia e se submeter a um processo de destituição poucas horas antes do sucessor, Martín Vizcarra, fazer o juramento para o cargo no Congresso.

"Inaceitável a proposta de resolução legislativa do Congresso que tenta apresentar como vacândia (destituição) uma renúncia. Se for assim, retiro minha carte e me submeto ao procedimento regular de vacândia no qual exercerei meu direito de defesa", escreveu PPK no Twitter, dois dias depois de apresentar o pedido de demissão.

Kuczynski, empresário e ex-banqueiro de 79 anos, reagiu depois que partes da resolução que o Legislativo deve aprovar nesta sexta sobre a saída dele serem vazadas. O texto diz que o presidente "traiu a pátria no desempenho dos cargos públicos".

O presidente do Congresso, o opositor Luis Galarreta, respondeu com o argumento de que o documento vazado era um rascunho que sequer foi aprovado pelos porta-vozes das bancadas parlamentares. "É um rascunho que será corrigido. A resolução que será votada (no plenário) não é a que está circulando", declarou Galarreta à rádio RPP.

Notícias relacionadas