Mundo

Na ONU, chefe da diplomacia síria diz que 'batalha contra o terrorismo está quase terminada'

Diplomata ainda pediu que EUA, Turquia e França deixem o território sírio

[Na ONU, chefe da diplomacia síria diz que 'batalha contra o terrorismo está quase terminada']
Foto : Alexander Zemlianichenko/AP/REX/Shutterstock

Por Leonardo Sousa no dia 29 de Setembro de 2018 ⋅ 19:30

O chefe da diplomacia síria, Walid Muallem declarou hoje (29), em sessão da assembleia-geral da ONU realizada em Nova York, que "a batalha contra o terrorismo está quase terminada" no país.

Walid afirmou que a Síria está aberta para receber assistência na reconstrução do país, no entanto, "aqueles que só oferecem ajuda condicional ou que continuam a apoiar o terrorismo não são nem convidados, nem bem-vindos". Ele pediu que as forças militares dos Estados Unidos, Turquia e França saiam "imediatamente" do território sírio.

A Síria vive uma guerra civil desde 2011. Mais de 350 mil pessoas já foram mortas e milhões foram deslocados e refugiados em decorrência do conflito.

Notícias relacionadas