Mundo

Após atentados, Sri Lanka bloqueia redes sociais

A medida serve para tentar impedir a disseminação de boatos sobre os ataques

[Após atentados, Sri Lanka bloqueia redes sociais]
Foto :Dinuka Liyanawatte/Reuters

Por Daniel Brito no dia 21 de Abril de 2019 ⋅ 16:30

O governo do Sri Lanka  decidiu bloquear o acesso a redes sociais logo após os ataques contra igrejas e hotéis que deixaram hoje (21) mais de 200 pessoas mortas no país. 

A medida serve para tentar impedir a disseminação de boatos sobre os atentados. Um toque de recolher também foi decretado em todo o território até às 6h de segunda (22). De acordo com a ONG britânica NetBlocks, responsável por monitorar a disponibilidade da internet em diferentes países, os moradores estão sem acesso a Facebook, Instagram, YouTube, WhatsApp e SnapChat.

O secretário da Presidência do Sri Lanka, Udaya Seneviratne, confirmou o bloqueio. Segundo ele, a medida visa impedir que informações falsas circulem.

Notícias relacionadas