Mundo

Israel terá nova eleição após Netanyahu não conseguir formar coalizão

A votação do Parlamento, que acabou em 74 a 45 votos favoráveis à dissolução, aconteceu poucos minutos após o término do prazo para que Netanyahu formasse nova coalizão

[Israel terá nova eleição após Netanyahu não conseguir formar coalizão]
Foto : Alan Santos/PR

Por Alexandre Galvão no dia 30 de Maio de 2019 ⋅ 09:20

Parlamentares israelenses aprovaram a dissolução do Parlamento hoje (30), colocando o país a caminho de uma segunda eleição, depois que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu fracassou na tentativa de formar uma coalizão de governo antes do prazo estabelecido para a meia-noite dessa quinta-feira.

A previsão é de que o novo pleito, que será o segundo no ano, ocorra em setembro. O fato teve repercussão sem precedentes, segundo observadores, mesmo em um país acostumado com conflitos políticos internos, além de representar uma derrota para Netanyahu, que havia saído vitorioso nas últimas eleições no dia 9 de abril.

De acordo com a Agência Brasil, a votação do Parlamento, que acabou em 74 a 45 votos favoráveis à dissolução, aconteceu poucos minutos após o término do prazo para que Netanyahu formasse nova coalizão.

Nos próximos meses, ele deve se tornar o primeiro-ministro a ficar mais tempo no cargo.

Notícias relacionadas