Mundo

Forças Armadas pedem que Evo Morales renuncie à presidência

O presidente da Bolívia convocou, neste domingo, novas eleições gerais na tentativa de pacificar o país

[Forças Armadas pedem que Evo Morales renuncie à presidência]
Foto : Reprodução Twitter

Por Kamille Martinho no dia 10 de Novembro de 2019 ⋅ 17:30

As Forças Armadas pediram na tarde de hoje (10) que o presidente da Bolívia, Evo Morales, renuncie ao cargo. 

“Ante a escalada de conflito que afeta o país, visando a vida e a segurança da população, a garantia da Constituição, […] sugerimos ao presidente de Estado que renuncie seu mandato presidencial permitindo a pacificação e a manutenção da estabilidade pelo bem da nossa Bolívia”, declarou o comandante militar.

Morales convocou, neste domingo, novas eleições gerais na tentativa de pacificar o país, em conflito desde que a oposição pregou o não-reconhecimento dos resultados das urnas que elegeram o atual presidente.

De acordo com a revista Fórum, áudios revelados neste domingo mostram que há um envolvimento do governo de Jair Bolsonaro na tentativa de golpe de Estado no país vizinho. Em uma das gravações publicadas pelo El Periódico, um interlocutor revela o apoio “das igrejas evangélicas e do governo brasileiro”, e fala de um suposto “homem de confiança de Jair Bolsonaro, que assessora um candidato presidencial”.

O áudio não especifica qual, mas bate com as informações de que o Itamaraty está desde maio em conversas frequentes com o líder opositor Luis Fernando Camacho, do Comitê Cívico, o mesmo partido do candidato Carlos Mesa, segundo colocado nas eleições de outubro.

Notícias relacionadas