Segunda-feira, 14 de junho de 2021

Mundo

Bolívia: OEA pede pacificação e respeito ao Estado de Direito

Organização pediu também que continuem investigando fraude eleitoral

Bolívia: OEA pede pacificação e respeito ao Estado de Direito

Foto: Reprodução/Twitter

Por: Catarina Lopes no dia 11 de novembro de 2019 às 16:40

Em nota publicada no Twitter, a Secretaria-Geral da OEA rejeitou a saída inconstitucional na Bolívia, pedindo pacificação e respeito ao Estado de Direito. Foi solicitado com urgência que "a Assembléia Legislativa Plurinacional da Bolívia se reúna para garantir um funcionamento institucional e nomear novas autoridades eleitorais que garantam um novo processo eleitoral".

Além disso, a OEA reforçou o pedido para que a justiça siga investigando a prática de crimes relacionados ao processo eleitoral feito em 20 de outubro. A nota completa pode ser lida clicando aqui.

A senadora da oposição Jeanine Añez Chávez assumiu hoje a presidência da Bolívia, após a renúncia do presidente Evo Morales e seu vice-presidente Álvaro García. Antes de renunciar seguindo pedido das Forças Armadas, Morales havia dito que convocaria novas eleições, após a Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgar que as eleições de 20 de outubro, na qual foi eleito, haviam sido fraudadas.

TV METRO

Entrevistas

Ana Cristina Batalha

Em 11 de junho de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Bolívia: OEA pede pacificação e respeito ao Estado de Direito - Metro 1