Mundo

Governo britânico anuncia plano bilionário de resgate do setor cultural

Na última quinta, Ed Sheeran, Dua Lipa, Rolling Stones e outros músicos, escreveram uma carta aberta alertando para crise no mercado musical

[Governo britânico anuncia plano bilionário de resgate do setor cultural]
Foto : Reprodução/Flickr/FYI Press

Por Danielle Campos no dia 07 de Julho de 2020 ⋅ 11:00

Após a multiplicação de apelos pelo setor criativo, o primeiro-ministro inglês, Boris Johnson, anunciou que fará um investimento de quase US$ 2 bilhões para "resgatar" o campo cultural: teatros, galerias de arte, salas de concerto e cinemas independentes. O setor sofre uma crise, devido à pandemia causada pela Covid-19.

A maior parte do valor investido, de 1,57 bilhão de libras, irá para instituições culturais na Inglaterra na forma de doações, além de empréstimos, que somam 279 milhões de libras. É "o maior investimento de uma única vez realizado na cultura britânica", afirmou o governo britânico, em comunicado.

Na última quinta-feira (2), cerca de 1.500 nomes da música britânica, como Ed Sheeran, Dua Lipa, e o grupo Rolling Stones, escreveram uma carta aberta ao ministro da Cultura, Oliver Dowden, com o objetivo de alertar para a crise causada pelo isolamento social, que deixa 210 mil postos de trabalho no mercado musical em risco.

O Reino Unido está com medidas restritivas desde 23 de março, e agora, o governo tem determinado a suspensão gradual das restrições no país, que apresentou a manifestação mais severa do coronavírus na Europa, registrando mais de 44 mil mortes pela doença.

Notícias relacionadas