Mundo

Após disparada de casos de coronavírus, Miami volta a fechar restaurantes e academias

Condado de Miami-Dade teve aumento de 229% no número de casos em 14 dias

[Após disparada de casos de coronavírus, Miami volta a fechar restaurantes e academias]
Foto : Wikimedia Commons

Por Juliana Rodrigues no dia 08 de Julho de 2020 ⋅ 12:40

O Condado de Miami-Dade, na Flórida, nos Estados Unidos, voltou a fechar restaurantes e academias apenas um mês depois de reabri-los, devido ao aumento no número de casos de Covid-19.

Segundo o BuzzFeed News, autoridades do condado afirmam que as medidas estão sendo tomadas para achatar a curva e não sobrecarregar hospitais já em dificuldades. Festas de formatura e refeições em ambientes fechados teriam contribuído para o aumento no número de casos.

"Queremos garantir que nossos hospitais continuem a ter pessoal necessário para salvar vidas", disse o prefeito do Condado de Miami-Dade, Carlos A. Gimenez, em um comunicado de imprensa anunciando os fechamentos.

Restaurantes (exceto para retirada e entrega), academias, espaços para festas e locações de curta duração serão fechados novamente a partir de hoje. Piscinas de hotéis, creches e acampamentos de férias permanecerão abertos. Outros condados da Flórida, que incluem cidades como Orlando, mantiveram os restaurantes abertos.

Atualmente, a Flórida tem uma das maiores taxas de infecção nos Estados Unidos, com 206.447 casos, sendo 6.327 confirmados apenas na segunda-feira (6). O condado de Miami-Dade, que cobre Miami, Miami Beach e o Everglades, tem registrado uma média de 1.900 casos por dia, um aumento de 229% em comparação a apenas 14 dias atrás.

Notícias relacionadas

[Missão brasileira de ajuda ao Líbano chega a Beirute]
Mundo

Missão brasileira de ajuda ao Líbano chega a Beirute

Por Kamille Martinho no dia 13 de Agosto de 2020 ⋅ 18:20 em Mundo

A comitiva brasileira de ajuda ao Líbano, chefiada pelo ex-presidente Michel Temer levou alimentos, medicamentos e insumos básicos de saúde para auxiliar o país, após exp...