Polícia

Assalto a ônibus deixa seis passageiros baleados na Jaqueira do Carneiro

Ainda segundo a policia, criminosos entraram no transporte, que fazia a linha Marechal Rondon - Barra, anunciaram o roube e realizaram diversos disparos. Todas as vítimas já foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Movél de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Leitor Metro1

Por Camila Tíssia e Gabriel Nascimento no dia 22 de Julho de 2016 ⋅ 07:49

Seis passageiros de um ônibus foram baleados durante um assalto ao coletivo, na manhã desta sexta-feira (22), em Salvador. De acordo com informações da Central de Polícias, a situação aconteceu por volta das 6h15, próximo da BR-324, no sentido Iguatemi. 

Ainda segundo a policia, dois criminosos entraram no transporte, que fazia a linha Marechal Rondon-Barra, anunciaram o roubo e realizaram diversos disparos. Todas as vítimas já foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital Geral do Estado (HGE). O estado de saúde ainda não foi divulgado.

Com a situação, o coletivo acabou atingindo um carro de passeio que estava na via e o trânsito ficou complicado naquela região. A Polícia Militar foi acionada, mas nenhum suspeito foi localizado ate o momento.

Durante entrevista a José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta sexta, o diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, lamentou o ocorrido e cobrou mais segurança. "A impunidade está tão grande, que as pessoas entram em um ônibus e anunciam um assalto em plena manhã, na luz do dia", disse.

"[Quando chegamos ao local] os rodoviários já estavam socorrendo as vítimas. Eles relataram que os elementos entraram na altura da Jaqueira do Carneiro [na BR-324] em um ônibus que ia de Marechal Rondon para a Barra. Poucos metros depois, eles começaram o tiroteio. Um passageiro reagiu, começou a atirar nos bandidos, que revidaram. As pessoas foram baleadas em várias partes do corpo, todas levadas para o hospital. Estamos na torcida pra que ninguém corra risco de vida", acrescentou.

Notícias relacionadas