Polícia

Suspeito de participar do maior assalto do Paraguai e roubos a banco na Bahia é preso

Paulo César Alves Filgueiras, mais conhecido como Paulo Escopeta, considerado como um dos maiores líderes criminosos do Paraguai, foi preso na tarde desta quinta-feira (27), no país, após o mandado de prisão ter sido expedido na cidade baiana de Eunápolis. [Leia mais...]

[Suspeito de participar do maior assalto do Paraguai e roubos a banco na Bahia é preso]
Foto : Divulgação/ SSP

Por Luiza Leão no dia 28 de Abril de 2017 ⋅ 11:09

Paulo César Alves Filgueiras, mais conhecido como Paulo Escopeta, considerado um dos maiores líderes criminosos do Paraguai, foi preso na tarde desta quinta-feira (27), no país, após o mandado de prisão ter sido expedido na cidade baiana de Eunápolis.

Ele é apontado pela polícia como o representante de uma organização que tem ramificações no estado da Bahia e suspeito de liderar assaltos a banco. Além dele, também foi preso Fernando Lumes, que é sobrinho e comparsa de Zé de Lessa, um outro criminoso que está sendo procurado.

Paulo Escopeta e Lumes foram detidos na cidade paraguaia de Capitã Bado, sob suspeita de participação no maior assalto já registrado no país, quando foram levados U$ 120 milhões de uma transportadora de valores.

Apesar dessa suspeita, a polícia paraguaia não tinha provas suficientes para mantê-los detidos e o mandado de prisão efetivado no exterior havia sido expedido pelo titular da 2 Vara Crime de Eunápolis, juiz Heitor Awi Machado de Attayde.

Na Bahia, as ações da dupla envolviam assalto a banco e sequestros mediante extorsão. Em um dos casos, Escobar cobrou R$ 250 mil para o resgate de uma adolescente de 16 anos. Eles também são apontados como responsáveis pelo último assalto cometido na agência do Banco do Brasil de Irecê.

A dupla ainda está no Paraguai e será transferida para a Bahia para responder aos crimes após ser apresentada em Ponta Porã, no Paraná.

Notícias relacionadas