Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Maia não abrirá processo de impeachment contra Bolsonaro, mas não arquiva pedidos

Caso o presidente da Câmara iniciasse a ação, o substituto teria que levar o caso adiante em fevereiro, quando o Legislativo voltará a funcionar

[Maia não abrirá processo de impeachment contra Bolsonaro, mas não arquiva pedidos]
Foto : Filipe Scotti

Por Adele Robichez no dia 11 de Janeiro de 2021 ⋅ 12:20

O presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) não abrirá um processo de impeachment contra o presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) no final da sua liderança na Casa. Os 60 pedidos já protocolados, porém, não serão arquivados e o seu sucessor poderá levá-los adiante. A informação é da Folha de S.Paulo.

Caso Maia iniciasse a ação, o substituto teria que levar o caso adiante em fevereiro, quando o Legislativo voltará a funcionar.

Maia alega que a decisão foi tomada por entender que não há ambiente político e por não querer que o acusem de oportunismo. O atual presidente da Câmara também não quis arquivar os casos, pois isso aumentaria ainda mais o volume de críticas que vem recebendo por não agir com mais rigor contra as condutas irresponsáveis de Bolsonaro.

Os candidatos ao cargo na Câmara são Arthur Lira (PP-AL), aliado do chefe de Estado, e Baleia Rossi (MDB), em uma aliança liderada por Maia, com 11 partidos, incluindo alguns da oposição.

Notícias relacionadas