METROPOLE

Segunda-feira, 10 de maio de 2021

Política

Em home office, Senado paga R$ 740 mil em hora extra a servidores

A Casa respondeu, em nota, que o pagamento está regulamentado

Em home office, Senado paga R$ 740 mil em hora extra a servidores

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por: Luciana Freire no dia 31 de janeiro de 2021 às 17:00

Apesar de as medidas de isolamento terem sido adotadas no Senado Federal desde a segunda quinzena de março, a Casa desembolsou pelo menos R$ 740 mil para pagar horas extras desde então — valor engloba gastos com servidores concursados, comissionados e também com aqueles que dão expediente em gabinetes de senadores ou nas lideranças dos partidos.

O valor referente ao pagamentos de março chegou a R$ ‭546.955,10‬, para 288 servidores. No mês seguinte, o montante diminuiu, chegando a R$ 203.016,38, pagos para 128. Os números de maio ainda não foram disponibilizados no Portal da Transparência. A informação foi divulgada pelo site Metrópoles.

A Casa respondeu, em nota, que o pagamento está regulamentado e que “a equipe de profissionais da área de saúde do Senado Federal não sofreu qualquer redução na carga de trabalho em função da pandemia que enfrentamos; ao contrário, tem sido exigida ainda mais”.

No entanto, alguns funcionários do Serviço Cartorário do Senado (SECART) e de gabinetes, também ultrapassaram o tempo normal de trabalho e receberam por isso.

 

TV METRO

Entrevistas

Francisco Hora Fontes

Em 10 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Em home office, Senado paga R$ 740 mil em hora extra a servidores - Metro 1