Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Após reação de ministros do STF, líderes tentam evitar que Bia Kicis comande a CCJ

Deputada já defendeu o impeachment de ministros como Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes

[Após reação de ministros do STF, líderes tentam evitar que Bia Kicis comande a CCJ]
Foto : Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Por Metro1 no dia 04 de Fevereiro de 2021 ⋅ 11:00

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) fizeram críticas a integrantes do governo Bolsonaro pela indicação, por parte do PSL, do nome da deputada Bia Kicis (DF) para a presidência da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados. A informação é do blog da jornalista Andréia Sadi, no G1.

Ministros ouvidos pelo blog avaliam que a indicação, se confirmada, “desmoralizaria” os trabalhos da comissão que cuida exatamente da legalidade de propostas, como emendas constitucionais. Além disso, eles afirmam que a interlocução da CCJ com o Judiciário ficaria inviabilizada, caso Bia Kicis venha a comandar a comissão.

Após as reações, líderes sinalizaram a ministros do STF a intenção de evitar Bia no comando da CCJ. Os magistrados têm ouvido que a indicação só ocorrerá após o carnaval, o que daria tempo de buscar uma alternativa.

Apoiadora do presidente Jair Bolsonaro, a deputada já fez críticas ao STF e defendeu o impeachment de ministros como Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes, além de ter uma postura negacionista sobre a pandemia.

Notícias relacionadas