Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Elmar critica posição de Maia nas eleições da Câmara: 'Se julgava no Olimpo'

Parlamentar afirma que estratégia equivocada não conseguiu unir bloco pela candidatura de Baleia Rossi

[Elmar critica posição de Maia nas eleições da Câmara: 'Se julgava no Olimpo']
Foto : Metropress

Por Matheus Simoni no dia 05 de Fevereiro de 2021 ⋅ 10:41

O deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA) criticou a posição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) nas negociações pelas eleições presidenciais na Câmara dos Deputados. Em entrevista a Mário Kertész hoje (5), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, o parlamentar questionou a estratégia do deputado carioca para decidir um nome que assumisse o cargo após a sua saída do cargo. "Rodrigo estimulou várias candidaturas. Quem tem várias, não tem nenhuma. O que ele queria era ser reeleito. Ficou muito claro quando ele não deu nenhuma sinalização diante do julgamento do STF de que abriria mão de disputar um novo mandato. Isso comprometeu até uma interpretação que poderia ter sido dada do voto do ministro Kássio, no sentido de que permitiria a reeleição do presidente Davi", afirmou Elmar. 

Os nomes apontados por Maia eram, além do próprio Elmar, os de Agnaldo Ribeiro, Baleia Rossi, Marcelo Ramos e Marcos Pereira. No entanto, o então presidente da Câmara teria jogado a decisão no colo dos deputados para que eles deliberassem. 
"Ele sentou na mesa e disse assim: 'meu candidato é um de vocês, não tenho preferência e vocês resolvam entre si'. Ele achava que não tinha condição nenhuma de chegar a um tipo de entendimento. Era lógico, botar seis pré-candidatos assim e sair. Eu sugeri: 'Aqui a gente só tem alguma chance se tiver unido. Vamos ouvir a esquerda e ver quem consegue agregar mais e ver quem tem apoio dos partidos do nosso bloco de influência de Rodrigo'", disse o deputado, que prosseguiu.

"Marcos Pereira avançou na esquerda, Marcelo Ramos também. Eu tinha uma simpatia maior do PSDB, Cidadania e consegui, a partir dos deputados do PT da Bahia e PSB, sou muito grato a Lídice, Marcelo, PCdoB com Alice e Daniel, poder entrar na esquerda. Inexplicavelmente, Rodrigo sempre excluía meu nome das conversas", reclamou. 

Para Elmar Nascimento, Rodrigo Maia não deu a real importância ao diálogo entre os deputados. "Fui líder do partido e quem conversava com os deputados sempre era eu. Cuidava das demandas dos deputados. Ele sempre se julgou no Olimpo, nunca cuidou muito dessas questões e achava que resolvia nos líderes. Quando foi ver, tínhamos 23 deputados que se dispunham a votar no Lira", criticou. 

Notícias relacionadas