Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Elmar defende ACM Neto e nega que Lira seja 'candidato de Bolsonaro'

Novo presidente da Câmara foi eleito com apoio maciço do Planalto

[Elmar defende ACM Neto e nega que Lira seja 'candidato de Bolsonaro']
Foto : Divulgação/DEM

Por Matheus Simoni no dia 05 de Fevereiro de 2021 ⋅ 11:12

O deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA) saiu em defesa do presidente nacional do Democratas e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, pela postura da legenda nas eleições da Câmara dos Deputados. O partido, através da Executiva Nacional decidiu não apoiar nenhum candidato na disputa para o cargo. A legenda deixou de se aliar formalmente a Baleia Rossi (MDB-SP), candidato escolhido pelo então presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para sucedê-lo, mas também não integrou o bloco vencedor de Arthur Lira (PP-AL), que contou com o apoio do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Em entrevista a Mário Kertész hoje (5), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, o parlamentar disse que é um erro associar diretamente Lira a Bolsonaro. "Se Baleia fosse eleito, no outro dia ele estava conversando Essa história de dizer simplesmente que é o candidato do Bolsonaro é quem não conhece Arthur Lira. Ninguém manda nele. Quem conhece o perfil, a personalidade ao longo do tempo, conhece ele. Foi o caminho que nos foi postado. Tentaram antecipar essa questão de 2022 e não tem nada a ver. Neto foi muito atacado, inclusive por membros do partido, injustamente, por conta da posição dele, que é de unificar", disse. 

Ainda segundo Elmar Nascimento, a postura de Neto se baseia no diálogo entre os pares do partido. "Acabou aquele tempo do senador Antônio Carlos que mandava e todo mundo tinha que obedecer. Queriam que ele fizesse o quê? Expulsasse a mim e ao Arthur? A gente não ia ceder. Eu tenho opinião formada. Às vezes eu sigo, a gente conversa. Se Neto convencer, eu vou com ele. Se não convencer, não vou. É na base do convencimento e vice-versa", comentou.

Notícias relacionadas