Segunda-feira, 06 de dezembro de 2021

Política

Bolsonaro critica home office de presidente da Petrobras: 'Está há 11 meses em casa, sem trabalhar'

Presidente ainda negou que queira perseguir servidores ou interferir na política de preços da Petrobras

Bolsonaro critica home office de presidente da Petrobras: 'Está há 11 meses em casa, sem trabalhar'

Foto: Alan Santos/PR

Por: Metro1 no dia 22 de fevereiro de 2021 às 13:40

Após indicar o general da reserva Joaquim Silva e Luna para o comando da Petrobras, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar, hoje (22), o fato de o presidente da empresa, Roberto Castello Branco, estar trabalhando em home office desde março, devido à pandemia de covid-19. Castello Branco tem mais de 60 anos e faz parte do grupo de risco da doença. Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro ainda questionou o salário recebido pelo dirigente da empresa.

"O atual presidente da Petrobrás está há 11 meses de casa, sem trabalhar. Trabalha de de forma remota. O chefe tem que estar na frente, bem como seus diretores. Isso para mim é inadmissível. Descobri isso faz poucas semanas", afirmou o presidente. "O ritmo de trabalho de muitos servidores lá está diferenciado", completou.

O presidente ainda negou que queira perseguir servidores ou interferir na política de preços da Petrobras. Na conversa, ele também questionou o grupo se sabiam quanto ganha um presidente da Petrobrás. Ao ouvir "R$ 50 mil", rebateu com outra pergunta: "R$ 50 mil por semana?" Segundo reportagem do Estadão publicada no fim do ano passado, os membros da diretoria executiva receberam, em média, R$ 2,9 milhões em 2019.

Bolsonaro critica home office de presidente da Petrobras: 'Está há 11 meses em casa, sem trabalhar' - Metro 1