Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Pela segunda vez em uma semana, governo promove 'posse secreta' de ministros

Evento foi fechado e ocorreu na manhã desta terça, sem presença da imprensa

[Pela segunda vez em uma semana, governo promove 'posse secreta' de ministros]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 06 de Abril de 2021 ⋅ 13:00

Pela segunda vez em uma semana, o presidente Jair Bolsonaro decidiu fazer uma solenidade "secreta" para oficializar a entrada de novos integrantes no governo. A posse de sete ministros ocorreu na manhã de hoje (6), ocorreu em evento fechado no Palácio do Planalto, sem a presença da imprensa e sem transmissão ao vivo, como costuma acontecer. A informação é do Estadão.

A nova ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), representante do Centrão, foi empossada hoje. Bolsonaro ainda oficializou hoje outras cinco trocas na equipe ministerial, anunciadas na semana passada. Foram empossados os militares que mudaram de pastas após Bolsonaro demitir Fernando Azevedo e Silva do Ministério da Defesa. A pasta agora é comandada pelo general Walter Braga Netto, que para isso deixou a chefia da Casa Civil. Em seu lugar, assumiu Luiz Eduardo Ramos, até então responsável pela Secretaria de Governo (Segov). O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também foi empossado simbolicamente. Carlos França, que substituirá Ernesto Araújo no Ministério das Relações Exteriores, completa o grupo de novos ministros empossados nesta terça.

Três dos ministros, contudo, já foram empossados em cerimônias reservadas no gabinete do presidente. Anderson Torres (Justiça) e André Mendonça (AGU) tomaram posse na última terça-feira (30). Antes, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, foi o primeiro do governo a ser empossado em uma cerimônia do tipo em 23 de março.

Notícias relacionadas

[Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado]
Política

Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado

Por Augusto Romeo no dia 13 de Abril de 2021 ⋅ 08:40 em Política

Aliados do governo preparam ofensiva, e ala do STF tenta maioria para que comissão só precise ser instalada após fim da pandemia