Sexta-feira, 30 de julho de 2021

Política

Após atritos e acusações de traição, Rodrigo Maia é expulso por unanimidade do Democratas

Ex-presidente da Câmara dos Deputados entrou em atrito com ACM Neto após a eleição de Arthur Lira

Após atritos e acusações de traição, Rodrigo Maia é expulso por unanimidade do Democratas

Foto: Lula Marques/AGPT

Por: André Uzêda no dia 15 de junho de 2021 às 07:39

O deputado federal Rodrigo Maia foi expulso do partido Democratas. A executiva nacional anunciou na noite da última segunda-feira (14) a decisão. Em nota, a legenda disse que "a comissão nacional, à unanimidade de votos, deliberou pelo cometimento de infração disciplinar, e consequente expulsão do deputado". No texto, informam ainda que Maia teve direito a ampla defesa e que os membros da Executiva apreciaram o voto da relatora, deputada Dorinha.

Maia foi o parlamentar que mais tempo presidiu a Câmara dos Deputados, entre 2016 a 2021. No seu último ano, tentou articular a sucessão para eleger o deputado Baleia Rossi (PMDB). A ação, no entanto, foi frustrada quando a própria Executiva do Democratas, liderada pelo presidente da legenda, ACM Neto, decidiu apoiar o candidato Arthur Lira (PP), ligado ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Irritado com o movimento, o qual classificou como "traição", Maia passou a atacar ACM Neto e demais integrantes da legenda. Em entrevista à Rádio Metropole, chegou a dizer que o ex-prefeito de Salvador articulava para ser vice na chapa de Bolsonaro, em 2022. Quatro dias depois, nas redes sociais, foi ainda mais duro, chamando Neto de "baixinho sem caráter",  "oportunista" e "malandro baiano".

O destino de Maia parece já decidido, embora ainda não tenha sido oficializado. Vai integrar o PSB (Partido Socialista Brasileiro), que recentemente recebeu o também deputado federal pelo Rio de Janeiro Marcelo Freixo, ex-Psol. 

 

 

 

Após atritos e acusações de traição, Rodrigo Maia é expulso por unanimidade do Democratas - Metro 1