Sexta-feira, 01 de julho de 2022

Política

Aldo Rebelo não crê em golpe de Bolsonaro e diz que é "descabido" pedir retirada de candidatura de Ciro  

"Pedir que Ciro retire (a pré-candidatura) é privar a população de uma mensagem, de uma proposta no debate eleitoral", disse o ex-deputado federal

Aldo Rebelo não crê em golpe de Bolsonaro e diz que é "descabido" pedir retirada de candidatura de Ciro  

Foto: Reprodução/Radio Metrópole

Por: Rodrigo Daniel Silva no dia 27 de maio de 2022 às 09:02

Pré-candidato ao Senado por São Paulo, Aldo Rebelo (PDT) disse, nesta sexta-feira (27), não acreditar que o presidente Jair Bolsonaro (PL) conseguirá consolidar um golpe no país, se tentar. O pedetista afirmou ainda que é "descabido" pedir a retirada da pré-candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência para que o ex-presidente Lula (PT) vença a disputa presidencial já no primeiro turno.

"Eu considero essa tese (de Ciro desistir) mais do que uma afronta. É um desrespeito, uma ignomínia. É a negação, inclusive, dos processos eleitorais do Brasil", disse ele, em entrevista à Rádio Metropole. "Pedir que Ciro retire (a pré-candidatura) é privar a população de uma mensagem, de uma proposta no debate eleitoral. Isso é descabido. Não tem sentido", acrescentou.

Rebelo declarou ainda que o presidente Bolsonaro pode até tentar um golpe, mas não terá apoio. "Tirando meia dúzia de lunáticos, inconsequentes, não vai ter nenhum apoio relevante. Nem da imprensa, nem do empresariado, nem da igreja. Estou falando de atores que apoiaram o golpe de 64", avaliou.

Para ele, os militares também não vão apoiar uma tentativa de golpe. No entendimento dele, as Forças Armadas são "leais" ao presidente, mas até onde a "Constituição autoriza".

Lançamento

O ex-deputado federal e ex-ministro também falou sobre o livro "O Quinto Movimento - Propostas para uma construção inacabada", que lançou recentemente, e no qual ele discute a historiografia do país e defende a retomada  "da luta contra as desigualdades" no Brasil.

Aldo Rebelo não crê em golpe de Bolsonaro e diz que é "descabido" pedir retirada de candidatura de Ciro   - Metro 1