Quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Política

"Faltando 90 dias para eleição, a CPI do MEC não vai prosperar", diz Otto

Otto Alencar deu entrevista nesta segunda-feira (4), na Rádio Metropole

"Faltando 90 dias para eleição, a CPI do MEC não vai prosperar", diz Otto

Foto: Reprodução - Rádio Metropole

Por: André Uzêda no dia 04 de julho de 2022 às 08:46

Pré-candidato à reeleição ao Senado Federal, Otto Alencar (PSD) falou sobre a iniciativa de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis casos de corrupção envolvendo o Ministério da Educação (MEC). 

"Essa CPI do MEC, em condições normais, teria que ser feita e investigada. Com a prisão, pela primeira vez na história do Brasil, da prisão de um ministro da Educação. Os casos são graves. Eu acho que vai ser um debate importante. Mas fazer faltando 90 dias da eleição não vai ter condição de prosperar. For que existe um grupo muito forte de senadores que defendem o presidente Bolsonaro, e são um grupo muito forte. Mas os fatos são muito graves e envolvem diretamente o Ministro da Educação", disse Alencar, em entrevista nesta segunda-feira (4), a Mário Kertész, na Rádio Metropole

Alencar ainda citou outro escândalo recente envolvendo o governo Bolsonaro. "Tem o caso de assédio envolvendo o presidente da Caixa Econômica Federal, que é absurdo também. Eu combato as mazelas desses governo, mas não as pessoas", disse.
 

"Faltando 90 dias para eleição, a CPI do MEC não vai prosperar", diz Otto - Metro 1