Política

Após publicação de delação, Delcídio nega ter sido procurado por revista

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) divulgou nota nesta quinta-feira (3) afirmando que não foi procurado pela reportagem da revista Isto É "nem antes, nem depois" da publicação da delação premiada feita pelo petista aos investigadores do Ministério Público Federal (MPF) que atuam na Operação Lava Jato. [Leia mais...]

[Após publicação de delação, Delcídio nega ter sido procurado por revista]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 03 de Março de 2016 ⋅ 17:06

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) divulgou nota nesta quinta-feira (3) afirmando que não foi procurado pela reportagem da revista Isto É "nem antes, nem depois" da publicação da delação premiada feita pelo petista aos investigadores do Ministério Público Federal (MPF) que atuam na Operação Lava Jato. Ainda de acordo com a nota, nem o petista e nem a defesa reconhecem a autenticidade dos documentos apresentados na publicação.

De acordo com a "IstoÉ", Delcídio Amaral contou aos procuradores da República que a presidente Dilma Rousseff agiu para manter na Petrobras os diretores comprometidos com o esquema de corrupção e atuou para interferir no andamento da Lava Jato. Confira a nota na íntegra, assinada pelo senador petista e pelo seu advogado, Antonio Augusto Figueiredo Basto: 

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em respeito ao povo brasileiro e ao interesse público, o Senado Delcídio Amaral e a sua defesa vêm se manifestar sobre a matéria publicada na Revista IstoÉ na data de hoje. À partida, nem o Senador Delcídio, nem a sua defesa confirmam o conteúdo da matéria assinada pela jornalista Débora Bergamasco. Não conhecemos a origem, tampouco reconhecemos a autenticidade dos documentos que vão acostados ao texto. Esclarecemos que em momento algum, nem antes, nem depois da matéria, fomos contatados pela referida jornalista para nos manifestarmos sobre fidedignidade dos fatos relatados. Por fim, o Senador Delcídio Amaral reitera o seu respeito e o seu comprometimento com o Senado da República.

SENADOR DELCÍDIO AMARAL
ANTONIO AUGUSTO FIGUEIREDO BASTO

Notícias relacionadas