Política

AL-BA aprova projeto do Rio Gavião e oposição mantém obstrução a empréstimo

Foi aprovado na última terça-feira (15), na Assembleia Legislativa da Bahia, o projeto que autoriza a remoção de um recurso residual da operação Rio Gavião, para ações diversas na Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). A aprovação contou com a emenda de Luciano Ribeiro (DEM). [Leia mais...]

[AL-BA aprova projeto do Rio Gavião e oposição mantém obstrução a empréstimo]
Foto : Reprodução/AL-BA

Por Gabriel Nascimento no dia 16 de Março de 2016 ⋅ 06:44

Foi aprovado na última terça-feira (15), na Assembleia Legislativa da Bahia, o projeto que autoriza a remoção de um recurso residual da operação Rio Gavião, para ações diversas na Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR). A aprovação contou com a emenda de Luciano Ribeiro (DEM).

A princípio a proposta foi aprovada no âmbito das comissões, com votos da maioria, sendo aprovada em definitivo por volta das 21h20. Com isso, o Poder Executivo está autorizado a levantar, junto ao Banco do Nordeste do Brasil, os recursos remanescentes do Fundo do Projeto Gavião, referentes à contrapartida estadual do Acordo de Empréstimo perante o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida).

A emenda apresentada por Luciano Ribeiro determina que 50% dos recursos sejam investidos na região da Caatinga. Em processo de obstrução, os parlamentares continuaram a sessão para votarem o empréstimo de US$ 600 milhões de dólares que estão em regime de urgência. São três proposições no total. O deputado estadual, Sandro Régis, informou ao Bocão News que vai obstruir. “Na urgência vamos obstruir todos”, assegurou. A pauta deverá ser retomada na próxima semana. A obstrução durou cerca de 7 horas.

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo