Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Política

Oposição atribui a Carlos Muniz “relação amistosa” entre a bancada e a prefeitura 

Projetos enviados pelo prefeito Bruno Reis à Câmara de Salvador têm sido aprovados com celeridade e tranquilidade

Oposição atribui a Carlos Muniz “relação amistosa” entre a bancada e a prefeitura 

Foto: Divulgação

Por: Rodrigo Daniel Silva no dia 30 de novembro de 2023 às 09:59

Atualizado: no dia 30 de novembro de 2023 às 10:09

Projetos enviados pelo prefeito de Salvador, Bruno Reis (União), à Câmara de Salvador têm sido aprovados com celeridade e tranquilidade. Surpreendentemente, contam com o apoio até mesmo da bancada de oposição, que credita o êxito nas aprovações ao presidente da Casa, Carlos Muniz (PSDB).

Ao Metro1, os oposicionistas disseram que o tucano tem sido responsável pela articulação das matérias. “Muniz tem feito um trabalho de conscientizar os vereadores, de conversar, colocar as emendas. Além disso, os prefeitos anteriores mandavam o projeto sem tempo para a analisar, não tinha tempo de colocar as emendas. E ninguém quer ser oposição por oposição. Se a prefeitura tem margem [por exemplo para se endividar], cabe a gente analisar. A gente não vai dizer que não pode [tomar empréstimo]. É um direito [da gestão]", afirmou Luiz Carlos Suíca (PT).

O petista afirmou ainda ter uma “relação amistosa” com Bruno Reis antes da vida política, e ressaltou que não a destruiria só porque é do PT. "E as minhas indicações, emendas, têm sido liberadas. Não posso mentir. Eu seria hipócrita. Não tem sido liberada na sua totalidade, mas a maioria tenho tido êxito", frisou. 

O vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB) também atribui a aprovação das matérias do Executivo, com apoio da oposição, a Muniz."Nós da oposição atuamos com responsabilidade. Ninguém é contra o parcelamento de dívidas e estímulos econômicos a determinados segmentos. Considero que a condução do presidente Carlos Muniz tem ajudado a destravar a pauta. Tem garantido a apreciação das emendas e espaço para a discussão dos projetos. Lamentamos, no entanto, que o prefeito tenha encaminhado [os projetos] com muita pouca antecedência, o que dificulta uma apreciação mais detalhada por parte da sociedade", declarou ao Metro1.

Projetos aprovados

Nesta quarta-feira (29), o Legislativo soteropolitano aprovou a minirreforma tributária uma semana depois do prefeito encaminhar para a Casa. Foram 39 votos favoráveis e só dois contra. Além disso, a Casa também aprovou, por unanimidade, o subsídio de quase R$ 300 milhões para o transporte público da capital baiana.