Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Política

AGU exonera coordenador que participou de reunião golpista conduzida por Bolsonaro

A agência também disse que abriu uma investigação para saber se o servidor cometeu uma "transgressão disciplinar"

AGU exonera coordenador que participou de reunião golpista conduzida por Bolsonaro

Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 16 de fevereiro de 2024 às 17:22

Atualizado: no dia 16 de fevereiro de 2024 às 17:27

A Advocacia Geral da União (AGU) exonerou, nesta sexta-feira (16), o coordenador da Diretoria de Gestão e Cálculo da Procuradoria-Geral Federal, Adler Anaximandro, que participou da reunião de teor golpista conduzida pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em julho de 2022. Na época, Adler era secretário-geral de Consultoria da AGU.

A agência afirmou que abriu uma "instrução preliminar, de natureza investigativa, para verificar se houve transgressão disciplinar" por parte de Adler. “A finalidade do procedimento, que deverá ser concluído em até 30 dias prorrogáveis por até mais 30, é reunir os elementos necessários à formação do juízo de convicção da autoridade competente para a instauração de eventual procedimento disciplinar”, diz um trecho do comunicado emitido pelo órgão.

Em paralelo, o ex-servidor do órgão disse ao jornal Folha de S.Paulo que havia recebido uma “convocação formal e oficial” pelo Palácio do Planalto para discutir a cartilha da AGU par as eleições. Ao justificar sua ida ao Planalto, Adler apresentou um e-mail que solicitava sua presença no prédio nos dias 4 e 5 de julho. Ele também defendeu que, na gestão anterior, a agência “sempre primou pelos Poderes constituídos e às instituições democráticas brasileiras”.