Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sábado, 20 de abril de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Na África, Lula volta a falar em 'dívida histórica' com o continente

Política

Na África, Lula volta a falar em 'dívida histórica' com o continente

Petista participou de reunião da União Africana em Adis Abeba, na Etiópia 

Na África, Lula volta a falar em 'dívida histórica' com o continente

Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República

Por: Metro1 no dia 17 de fevereiro de 2024 às 10:01

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou neste sábado (17), durante a 37ª cúpula da União Africana, na Etiópia. Segundo informações do G1, na ocasião, ele criticou a extrema direita, falou sobre ampliação de parcerias com países africanos e afirmou que o Brasil tem uma "dívida histórica" com o continente em razão dos 300 anos de escravidão no país."O Brasil sempre olhou o mundo sem enxergar o continente africano. O Brasil, durante muitos séculos, foi governado olhando para os Estados Unidos, para a Europa. E o Brasil não via nem a América do Sul, muito menos via o continente africano", declarou.

Lula discursou após o representante da Palestina na reunião da União Africana. No pronunciamento, o petista voltou a condenar ataques do grupo terrorista Hamas a Israel, mas classificou como "desproporcional" a resposta israelense aos ataques, com a morte de milhares de civis. Para Lula, a crise no Oriente Médio só será resolvida com a criação de um estado Palestino "soberano" e "membro pleno" da Organização das Nações Unidas (ONU).

A União Africana reúne 55 países do continente e, em 2023, passou a integrar de forma permanente o G20 – grupo que reúne as maiores economias do mundo, responsáveis por mais de 80% da economia global. Antes da participação como convidado na cúpula da União Africana, Lula se reuniu com o primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Mohammad Shtayyeh. Estava previsto um encontro com António Guterres, que não ocorreu porque o secretário-geral da ONU cancelou a viagem à Etiópia.

Ainda neste sábado, Lula terá outras agendas e participará de um jantar oferecido pelo premiê da Etiópia, Abiy Ahmed.