Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sábado, 20 de abril de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Embaixada da Hungria demite funcionários brasileiros após vazamento de visita de Jair Bolsonaro

Política

Embaixada da Hungria demite funcionários brasileiros após vazamento de visita de Jair Bolsonaro

Demissão aconteceu mesmo sem comprovação de envolvimento dos funcionários no caso

Embaixada da Hungria demite funcionários brasileiros após vazamento de visita de Jair Bolsonaro

Foto: Embaixada da Hungria/Divulgação

Por: Metro1 no dia 03 de abril de 2024 às 08:42

Atualizado: no dia 03 de abril de 2024 às 08:53

A embaixada da Hungria demitiu ao menos dois funcionários brasileiros após o vazamento de imagens do circuito interno do período em que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) estava hospeddo no local, durante investigações por tentativa de golpe de Estado. As informações foram divulgadas pela CNN.

Segundo o portal da CNN, a demissão aconteceu mesmo  sem a confirmação de que houve participação dos funcionários na divulgação do vídeo. Assim, os dois brasileiros que tinham acesso ao monitor que exibia as imagens em tempo real foram desligados.

O ex-mandatário esteva na embaixada entre os dias 12 e 14 de fevereiro deste ano e teve o caso revelado pelo jornal The New York Times no final de março. A defesa de Bolsonaro afirmou em ofício ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que é ilógico sugerir que ele se hospedou no local para pedir asilo ou se esconder das investigações.

"Diante da ausência de preocupação com a prisão preventiva, é ilógico sugerir que a visita do peticionário [Bolsonaro] à embaixada de um país estrangeiro fosse um pedido de asilo ou uma tentativa de fuga. A própria imposição das recentes medidas cautelares tornava essa suposição altamente improvável e infundada".