Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Domingo, 19 de maio de 2024

Home

/

Notícias

/

Política

/

Cinco ministros de Lula são convidados para falar em comissões da Câmara nesta semana

Política

Cinco ministros de Lula são convidados para falar em comissões da Câmara nesta semana

Líder do governo na Câmara, José Guimarães considerou positivo que ministros sejam ouvidos por deputados

Cinco ministros de Lula são convidados para falar em comissões da Câmara nesta semana

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

Por: Metro1 no dia 15 de abril de 2024 às 15:18

Atualizado: no dia 15 de abril de 2024 às 15:18

Após a tropa de farpas pública entre Arthur Lira e Alexandre Padilha, cinco ministros de Lula serão questionados em comissões da Câmara nesta semana. As convocações foram convertidas em convites e os ministros escolheram as datas para falarem. Líder do governo na Câmara, José Guimarães considerou positivo que ministros sejam ouvidos por deputados. "É fundamental que ministros falem de suas pautas. É isso que dá transparência às suas ações".

Às 16h30 da terça-feira (16), Ricardo Lewandowski, ministro da Justiça, estará na Comissão de Segurança Pública para esclarecimentos sobre as medidas adotadas para conter o avanço do crime organizado no Brasil, bem como a fuga de detentos de Mossoró. 

Na quarta-feira, às 9h, José Múcio vai falar da agenda do Ministério da Defesa para 2024 à Comissão de Relações Exteriores da Câmara. Uma hora depois, no mesmo dia, Luciana Santos, ministra da Ciência e Tecnologia, vai debater sobre plano de ações e políticas de governo, perspectivas para 2024; contribuição do parlamento brasileiro para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação.

No mesmo horário, mas na Comissão de Agricultura estará André de Paula, ministro de Pesca e Aquicultura, para falar das "Diretrizes do Ministério da Pesca e Aquicultura para 2024 e o balanço das ações no ano de 2023”, assim como Luiz Marinho, ministro do Trabalho e Emprego, também vai ser ouvido às 10h de quarta-feira, na Comissão do Trabalho. Ele levará o plano de trabalho para o ano de 2024.