Política

Janot suspende delação de Léo Pinheiro e executivos da OAS na Lava Jato

Segundo o jornal O Globo, a Procuradoria Geral da República determinou a suspensão das negociações do acordo da delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e de outros executivos da empreiteira . [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Câmara

Por Matheus Morais no dia 22 de Agosto de 2016 ⋅ 09:11

Segundo o jornal O Globo, a Procuradoria Geral da República determinou a suspensão das negociações do acordo da delação premiada do ex-presidente da OAS Léo Pinheiro e de outros executivos da empreiteira . De acordo com a publicação, Janot e outros agentes da Lava Jato ficaram irritados depois que vazaram assuntos tratados nas negociações preliminares.

O Ministério Público Federal avaliou que houve uma quebra de confidencialidade em uma das cláusulas do pré-acordo firmado há duas semanas entre o grupo de trabalho do MPF e os advogados da empreiteira. Segundo Janot, a divulgação de uma informação sobre citação ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli teria como objetivo forçar a Procuradoria-Geral da República a aceitar o acordo de delação conforme os interesses dos investigados.

Segundo informações do Globo, nas tratativas iniciais não há qualquer anexo em que Léo Pinheiro ou algum outro executivo da empreiteira tenha se comprometido a fazer acusação de envolvimento de Toffoli ou de outro ministro do STF em desvios investigados na Operação Lava-Jato. Numa das mensagens extraídas do celular de Pinheiro, há referência a uma obra na casa de um ministro do STF, mas não há nomes nem indicação da prática de crime.

Notícias relacionadas