Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Política

Barbosa indica que reajuste dos servidores do judiciário deve ser vetado

Após a primeira reunião da coordenação política do governo, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse nesta segunda-feira (20) que a probabilidade é que o governo vete a proposta de reajuste de até 78% para os servidores do Poder Judiciário entre 2015 e 2017. “É um reajuste que não é compatível com a situação econômica do Brasil e a tendência do governo é de vetar, mas é uma decisão que a presidente vai tomar”, explicou. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Ag. Brasil

Por Bárbara Gomes no dia 20 de Julho de 2015 ⋅ 14:45

Após a primeira reunião da coordenação política do governo, o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, disse nesta segunda-feira (20) que a probabilidade é que o governo vete a proposta de reajuste de até 78% para os servidores do Poder Judiciário entre 2015 e 2017. “É um reajuste que não é compatível com a situação econômica do Brasil e a tendência do governo é de vetar, mas é uma decisão que a presidente vai tomar”, explicou. 

A presidente Dilma Rousseff tem até esta terça-feira (21) para sancionar ou vetar o projeto de lei que aprova o reajuste. Barbosa disse ainda que o governo vai continuar negociando sobre possíveis reajustes para o Poder Judiciário. Vale lembrar que os servidores do judiciário federal estão em greve reivindicando a sanção da PL 28/15 que tramita desde 2009 e já passou por todas as comissões no Congresso Nacional. Na última quarta-feira (15), em Salvador, a categoria realizou protesto em frente à sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) em mobilização à aprovação do recomposição salarial.

Notícias relacionadas

[Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado]
Política

Base de Bolsonaro age para minar CPI no Senado

Por Augusto Romeo no dia 13 de Abril de 2021 ⋅ 08:40 em Política

Aliados do governo preparam ofensiva, e ala do STF tenta maioria para que comissão só precise ser instalada após fim da pandemia