Política

José Dirceu é condenado pela segunda vez na Lava Jato; pena ultrapassa 34 anos

Nesta quarta-feira (8), o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos em primeira instância da Lava Jato, condenou pela segunda vez o ex-ministro José Dirceu no âmbito da operação. [Leia mais...]

[José Dirceu é condenado pela segunda vez na Lava Jato; pena ultrapassa 34 anos]
Foto : Agência Brasil

Por Yasmin Garrido no dia 08 de Março de 2017 ⋅ 14:32

Nesta quarta-feira (8), o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, responsável pelos processos em primeira instância da Lava Jato, condenou pela segunda vez o ex-ministro José Dirceu no âmbito da operação. Desta vez, a pena recaída sobre Dirceu foi de 11 anos e três meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

De acordo com a sentença, Dirceu teria recebido R$ 2.144.227,73 em propina proveniente de contratos entre as empresas Apolo Tubulars e Petrobras, por intermédio de Renato Duque, que, à época, ocupava a função de diretor de Serviços da estatal.

Na mesma decisão, Moro ainda condenou mais quatro pessoas, incluindo Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, irmão de José Dirceu, que deve cumprir seis anos e oito meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Dois sócios da Apolo, Paulo Cesar Peixoto de Castro Palhares e Carlos Eduardo de Sá Baptista, foram absolvidos.

Na primeira condenação na Lava Jato, a pena do ex-minsitro foi de 23 anos e três meses de prisão pelos mesmos crimes. José Dirceu está preso desde agosto de 2016 no Complexo Médico-Penal em Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

Notícias relacionadas