Política

Após reunião, chanceleres analisam expulsão da Venezuela do Mercosul

Após reunião de emergência dos chanceleres dos quatro países fundadores do Mercosul, Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil, o ministro brasileiro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes, afirmou neste sábado (1º) que a Venezuela pode ser expulsa do bloco econômico regional. [Leia mais...]

[Após reunião, chanceleres analisam expulsão da Venezuela do Mercosul]
Foto : AFP PHOTOEITAN ABRAMOVICH

Por Yasmin Garrido no dia 01 de Abril de 2017 ⋅ 16:54

Após reunião de emergência dos chanceleres dos quatro países fundadores do Mercosul, Paraguai, Argentina, Uruguai e Brasil, o ministro brasileiro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes, afirmou neste sábado (1º) que a Venezuela pode ser expulsa do bloco econômico regional. A decisão se deu após o Tribunal Supremo da Venezuela (TSJ) ter assumido, na última quinta-feira (30), as funções do Legislativo.

Em uma declaração conjunta dos países, os chanceleres aconselharam a Venezuela a garantir a separação dos poderes e a respeitar o cronograma eleitoral previsto. "Vimos claramente que tem havido uma intromissão sistemática do Tribunal Supremo de Justiça sobre a Assembleia Nacional e a questão do desacato tem sido usada sistematicamente ao longo do tempo (...) isso mostra que a separação dos poderes, que é a essência da ordem democrática, não se cumpre", declarou a chanceler argentina.

Notícias relacionadas