Política

Temer nega que tenha colocado cargo de articulador do governo à disposição

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), chegou a colocar o cargo de coordenação política à disposição de Dilma Rousseff nesta quinta-feira (6). Segundo o jornal Folha de S. Paulo, ele argumentou com a presidente que não queria causar transtornos para o governo, e que, se estivesse atrapalhando, poderia deixar a articulação política que assumiu em março. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Folha de S. Paulo

Por Matheus Simoni no dia 07 de Agosto de 2015 ⋅ 15:55

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), chegou a colocar o cargo de coordenação política à disposição de Dilma Rousseff nesta quinta-feira (6), no Palácio do Planalto, antes de uma viagem oficial. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, ele argumentou com a presidente que não queria causar transtornos para o governo, e que, se estivesse atrapalhando, poderia deixar a articulação política que assumiu em março. Ainda segundo a publicação, a presidente recusou a oferta de Temer. ''Michel, você fica'', afirmou a presidente, segundo assessores do governo.

Após a rejeição de Dilma, o vice-presidente disse, no Twitter, que permanece no cargo de articulador político do governo e classificou como boatos as afirmações de que ele pediu para sair da função. "São infundados os boatos de que deixei a articulação política. Continuo. Tenho responsabilidades com meu país e com a presidente Dilma", escreveu ele. 

Notícias relacionadas

['Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno]
Política

'Bolsonaro atira pelas costas nos seus soldados', diz Bebianno

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 12:20 em Política

Em entrevista ao Estadão, ex-ministro também disse acreditar que indicação de Eduardo Bolsonaro como embaixador serve para atender a um "capricho" do filho do presidente