Política

Após três horas, depoimento de Joesley na PGR é encerrado

Depois de cerca de três horas, terminou na sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, o depoimento do executivo do grupo J&F, Joesley Batista. Ele desembarcou na capital federal nesta quinta-feira (10), em um jatinho particular, para prestar esclarecimentos sobre o teor das conversas gravadas em novo áudio entregue à PGR na última semana. [Leia mais...]

[Após três horas, depoimento de Joesley na PGR é encerrado]
Foto : Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 07 de Setembro de 2017 ⋅ 18:27

Depois de cerca de três horas, terminou na sede da Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, o depoimento do executivo do grupo J&F, Joesley Batista. Ele desembarcou na capital federal nesta quinta-feira (10), em um jatinho particular, para prestar esclarecimentos sobre o teor das conversas gravadas em novo áudio entregue à PGR na última semana.

Por volta das 18h, teve início o depoimento de Ricardo Saud, outro executivo da J&F. A responsável por ouvi-los é a subprocuradora Cláudia Sampaio.

Nos diálogos gravados, os executivos citam políticos, ex-ministros e até ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Eles também chegam a afirmar que o ex-procurador Marcelo Miller, que participou do acordo de delação, atuou para beneficiar os executivos. A PGR suspeita que Miller tenha atuado como agente duplo. O depoimento do ex- procurador está marcado para a sexta-feira (8).

Notícias relacionadas