Política

Chamando Neto de "anão moral", "caloteiro" e "vigarista", Manno Góes cobra direitos autorais

O músico Manno Góes utilizou seu Facebook para postar uma crítica ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) e cobrar do democrata o pagamento dos diretos autorais aos compositores que têm suas músicas tocadas furante as festas municipais. [Leia mais...]

[Chamando Neto de
Foto : Divulgação

Por Laura Lorenzo no dia 20 de Setembro de 2017 ⋅ 15:01

O músico Manno Góes utilizou seu Facebook, nesta quarta-feira (20). para postar uma crítica ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) e cobrar do democrata o pagamento dos diretos autorais aos compositores que têm suas músicas tocadas durante as festas municipais.

No longo texto publicado por Manno, ele não economiza criticas e palavras agressivas para se referir ao prefeito, desde "idiota" e "vigarista" até "anão moral" e "caloteiro". “Faz cinco anos que a prefeitura de Salvador - leia-se ACM Neto (o herdeiro do avô-bandido maior do Nordeste), não paga direitos autorais. Cada compositor de cada música que você ouviu e ouve em shows em Salvador - seja de Nando Reis ou do Psirico - não ganha direito autoral porque Neto - o aliado de Temer (aquele que diminuiu seu salário), não paga os autores. Neto, o amigão de Aécio, no alto de sua vigarice e prepotência, acha que autores não valem nada”, diz Manno na publicação.O músico é atualmente diretor da União Brasileira de Compositores (UBC).

"Neto nos humilhou na Unesco, que não sabe como fazer para excluir salvador da lista de Cidade da Música, exigindo que nós, autores, façamos malabarismos para que nossa cidade não seja excluída do mapa mundial da música por causa de gestões corruptas", diz Manno. E ele completo: "Salvador um dia terá que pagar". Esta não é a primeira vez que o cantor faz duras críticas à prefeitura da capital baiana pelo não pagamento de direitos autorais.

Notícias relacionadas