Política

Justiça adia depoimento de Cunha e outros réus após homologação de delação de Funaro

Em decisão tomada nesta quarta-feira (20), o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília determinou o adiamento dos interrogatórios dos ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e de Lúcio Funaro, apontado como operador de propinas do PMDB, para o dia 9 de outubro. Presos, os três iriam depor nesta sexta (22). [Leia mais...]

[Justiça adia depoimento de Cunha e outros réus após homologação de delação de Funaro]
Foto : Lula Marques/ AGPT

Por Laura Lorenzo no dia 20 de Setembro de 2017 ⋅ 16:54

Em decisão tomada nesta quarta-feira (20), o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília determinou o adiamento dos interrogatórios dos ex-deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) e de Lúcio Funaro, apontado como operador de propinas do PMDB, para o dia 9 de outubro. Presos, os três iriam depor nesta sexta (22).

A decisão de Vallisney de Souza atendeu a um pedido do advogado de Henrique Alves, Marcelo Lea, que argumentou que oa defesa não teve acesso ao conteúdo da delação de Lúcio Funaro, homologada no âmbito da Operação Lava Jato no último dia 5.

Além destes, também foram adiados, para o próximo dia 4, os interrogatórios do ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal Fábio Cleto e do empresário Alexandre Margotto, que estavam marcados para esta quarta.

Todos eles são réus em uma ação penal que investiga desvios de recursos do Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

Notícias relacionadas