Política

Criticando duramente afastamento de Aécio, Gilmar diz que Senado precisa deliberar a respeito

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes defendeu, nesta quarta-feira (27), que o Senado se posicione sobre a decisão da Primeira Turma da Corte de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do exercício do mandato. De acordo com o ele, a turma decidiu pela prisão do senador e isso não seria constitucional. [Leia mais..]

[Criticando duramente afastamento de Aécio, Gilmar diz que Senado precisa deliberar a respeito]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 27 de Setembro de 2017 ⋅ 18:50

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes defendeu, nesta quarta-feira (27), que o Senado se posicione sobre a decisão da Primeira Turma da Corte de afastar o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do exercício do mandato. De acordo com o ele, a turma decidiu pela prisão do senador e isso não seria constitucional.

\"A 1ª Turma decidiu pela prisão do senador (Aécio Neves), o que não tem respaldo na Constituição. O Senado tem que deliberar sobre isso\", afirmou Gilmar, no intervalo da sessão plenária do Supremo. Ele disse ainda que \"seria bom\" que o tema viesse a ser julgado no plenário do STF. \"Eu tenho a impressão que nós temos que discutir temas desta forma\", alegou.

Durante sua fala, Gilmar fez duras críticas aos integrantes da Primeira Turma. \"Devemos evitar a todo custo o populismo constitucional, o populismo institucional. Devemos nos balizar pela Constituição. Quando começamos a reescrever a Constituição, é algo preocupante. Acho que, quando a Turma começa a poetizar, começa a ter um tipo de comportamento suspeito... certamente seria bom que a matéria viesse ao plenário. Matérias controvertidas devem vir a plenário\", disse.

Notícias relacionadas