Política

Decisão da Justiça sobre Aécio pode não ser cumprida pelo Senado

De acordo com o jornal O Globo, a liminar concedida pelo juiz Márcio Luiz Coelho de Freitas, da Justiça Federal de Brasília, neste sábado (14) que impede a votação secreta no caso do afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), irritou o comando da Mesa do Senado. [Leia mais...]

[Decisão da Justiça sobre Aécio pode não ser cumprida pelo Senado]
Foto : Agência Senado

Por Matheus Morais no dia 15 de Outubro de 2017 ⋅ 13:35

De acordo com o jornal O Globo, a liminar concedida pelo juiz Márcio Luiz Coelho de Freitas, da Justiça Federal de Brasília, neste sábado (14) que impede a votação secreta no caso do afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), irritou o comando da Mesa do Senado.


Segundo a publicação, a Mesa já fala em sequer receber a notificação sobre a decisão do juiz. Parlamentares acusaram o Judiciário de mais uma vez interferir nas competências do Poder Legislativo e criticaram o fato de um juiz de primeira instância "palpitar" sobre questões internas do Parlamento.
Os aliados do tucano, por sua vez, defendem que que a votação seja sigilosa, para facilitar um voto favorável a Aécio sem desgaste perante o eleitorado.
- Desde quando juiz de primeira instância decide sobre o Poder Legislativo? Todos nós devemos respeitar a independência entre os poderes e a Constituição. Não vamos nem receber (a decisão do juiz) - afirmou um senador da cúpula ao jornal O Globo.


Na decisão, o juiz afirma que uma eventual votação secreta seria "ato lesivo à moralidade administrativa":


A publicação diz ainda que alguns interlocutores de Aécio afirmam que, nos últimos dias, ele está muito pessimista e assustado com a possibilidade de um resultado negativo, em função das últimas votações na Casa e decisões da Corte, quando seus pleitos foram derrotados.

Notícias relacionadas